A escolha do top fitness certo – tamanho, tecido e modelo da peça – é uma decisão que irá influenciar – e muito – a performance dentro da academia. O modelo inadequado pode resultar em dores e até danos nos tecidos da mama, por isso a preocupação em escolher a peça ideal para cada corpo e exercício.

Escolher um top fitness para malhar não é uma missão fácil. Ele precisa ser confortável; não pode machucar a sua pele; tem que sustentar seus seios sem apertar demais o corpo e, não menos importante, precisa ter estilo. Os critérios são muitos, e a GarotaFit – marca fitness brasileira especialista no assunto – vai mostrar o que deve ser levado em consideração na de escolher um top.

Estruturado, com lycra, decote nas costas… São tantos modelos de tops nas lojas, que fica difícil escolher qual comprar para ir à academia ou praticar algum exercício físico específico. Sem contar a variedade de estampas e tecidos. Muitas vezes, as mulheres acabam se esquecendo da funcionalidade da peça e optam por aquele que acham mais bonito. O que é um grande erro.

Faça o seu esporte favorito com o tênis errado e veja o que acontece. O mesmo se passa quando você se arrisca a praticar a sua modalidade preferida com um top errado. E acredite, a maioria das mulheres anda errando na escolha do seu, sendo a dúvida de muitas como escolher top para academia.

Caminhada e Ioga são consideradas atividades de baixo impacto, enquanto corrida e aeróbica entram na categoria de atividades de alta intensidade. Se você participa de muitas atividades diferentes, é inteligente equipar-se com vários estilos diferentes de sutiãs esportivos - aqueles com mais suporte para atividades de alto impacto e outros menos constritivos para atividades de baixo impacto.

Durante uma atividade física os seios naturalmente oscilam, gerando alterações no centro de massa da mulher. Essas alterações exigem mais força e controle muscular para que a pessoa se mantenha em equilíbrio. Quanto maiores forem as oscilações, maior será a exigência muscular do corpo. Da mesma forma, quanto menor o seio, mais leve e mais fácil será para equilibrá-lo. Desta maneira, mamas maiores precisam de mais fixação que as menores, para evitar sobrecargas musculares desnecessárias.

Há três modelos mais comuns no mercado: os de compressão São aqueles que você veste pela cabeça e não têm fecho atrás. São os mais comuns. A ideia é que eles comprimam os seios contra o peito, reduzindo a sua movimentação ao máximo. São os mais indicados para quem tem seios pequenos a médios.

Já os tops de encapsulamento são os que apresentam um recorte na base do seio, que agem como se estivessem encapsulando os seios individualmente em vez de comprimir os dois juntos contra o peito. Muitos deles apresentam um fecho atrás. São ideais para quem tem seios grandes.

A principal fonte de suporte vem da banda, que forma a base de um sutiã esportivo. A banda deve estar bem ajustada à sua caixa torácica, mas não muito apertada. Se você pode colocar dois dedos entre o corpo e a banda (mas não mais), esse é o sinal de um bom ajuste. As bandas largas tendem a ser mais favoráveis que as estreitas.

As alças devem estar confortáveis sobre os ombros e não podem ser finas demais, com o risco de elas ferirem o seu ombro. O ideal é que quanto mais largas, mais proteção ao corpo. Uma boa dica é colocar dois dedos sob a alça e passá-los por baixo dela da parte da frente até atrás. Se você puder fazer isso, o tamanho está bom.

Invista ainda em materiais com tecnologias que acelerem a secagem do tecido e facilitem a transpiração. Molhado de suor, o tecido pode irritar a sua pele. Evite os feitos de algodão, que absorvem o suor, especialmente se você sua bastante. Mas lembre-se: todas essas dicas só valem se você também se sentir confortável ao vestir o top.