Em tempos de repensar os hábitos de consumo a fim de minimizar os efeitos negativos para o meio ambiente, algumas marcas começaram a conquistar o mercado por apostar na moda sustentável. Uma delas é a Garota Fit, que apresenta peças de tecidos tecnológicos e biodegradáveis para o mood sporty, produzidas a partir da fibra de poliamida biodegradável, o nylon 6.6.

Uma peça de roupa, por exemplo, demora em média 50 anos para se decompor; essa informação mostra que olhar para o próprio guarda-roupa é fundamental. A boa notícia é que existe uma tecnologia de biodegradação, criada no Brasil, e empregada na fabricação de têxteis decompõe em três anos no aterro sanitário; ou seja, 47 anos a menos para se dissolver do que os tecidos tradicionais.

Isso porque a indústria da moda tem ouvido o desejo por produtos de menor impacto ambiental, e a Garota Fit aposta em itens feito pelo material, como leggings, tops, shorts, macacões, blusas e os conhecidos agasalhos.

Na Garota Fit é utilizado tecidos da linha CO2control® da Santaconstancia, uma das entusiastas da sustentabilidade da moda no país, que produz a partir de materiais e processos auditáveis, como por exemplo: compostabilidade; biodegradabilidade no descarte; isenção de modificações genéticas; ciclos fechados de produção; não utilização de produtos tóxicos ou danosos a saúde humana e rastreabilidade de produção.

Como ser fashion e sustentável

Saúde é outro pilar para os novos projetos da indústria. A Garota Fit também aposta em tecidos tecnológicos, que garantem muito mais conforto e eficiência na prática dos exercícios físicos. E isso não é coisa de ficção científica nem artigos com preços caríssimos. São produtos com proteção UV, secagem rápida, antibacteriano, antiodor, entre outros, já são encontrados com muito mais frequência.

Lembre-se que dar preferência a peças biodegradáveis é uma decisão consciente para reduzir o impacto do seu consumo. Por isso, invista em um guarda-roupa que preza não só pelo conceito e estilo como também pelo design de qualidade.